NotíciasTurismo

Semana do Meio Ambiente no Rio terá feira com projetos ambientais na Marina da Glória e mutirão de limpeza em Copacabana

Nesta terça-feira, (07/06), começa a Semana do Meio Ambiente da BR Marinas, um evento com programação especial voltada para conscientizar o público sobre a importância dos oceanos na manutenção da vida humana no planeta. O projeto será na Marina da Glória, na Zona Sul do Rio, totalmente gratuito.

Os interessados vão poder participar de palestras com pesquisadores e especialistas em vida marinha, além de conhecer exposições e oficinas. Um mutirão de limpeza também será feito pelos colaboradores da BR Marinas.

Tanto os resíduos coletados durante a ação, quanto os produzidos durante o evento serão analisados para produção de um relatório de gestão de resíduos. A pegada de carbono do evento será quantificada e zerada a partir do plantio de mudas da Mata Atlântica/Manguezal.

Em um dos estandes, o visitante poderá ver uma réplica em fibra de vidro, em tamanho natural, da nadadeira caudal de uma baleia Jubarte.

“A conservação e o monitoramento de espécies ameaçadas nos 246 quilômetros do litoral carioca é uma agenda fundamental. Esse encontro representa uma rica e inovadora troca de experiências”, comentou Lucas Padilha, secretário municipal de Meio Ambiente.

Mais informações sobre os palestrantes e a programação completa no site do evento.

Já na quarta-feira, (08/06), a ação acontece em Copacabana, na Zona Sul. Inicia os projetos do “Aquele Abraço”, que tem como objetivo mobilizar a população em diversos pontos da praia e chamar a atenção para a necessidade de preservar.

Foto: Divulgação

Os interessados em participar farão um abraço simbólico seguido de um mutirão de limpeza e triagem dos dejetos. Ao todo, serão 25 pontos ao longo da orla para recepção do público. Após o ato simbólico, será a vez de realizar o mutirão de recolhimento de lixo nas areias.

A organização do evento fará a separação dos resíduos sólidos recolhidos, na Praça do Leme, onde haverá uma estrutura para realizar a triagem e serão recolhidos os dados para gerar um relatório que mostrará o impacto e o perfil do material.

“Este relatório será interessante para o poder público, que terá a noção exata dos principais agentes poluidores das areias. Tudo aquilo que diz respeito à saúde da população nos interessa e iniciativas como esta, de mobilização da sociedade, são muito importantes”, afirmou o presidente da Águas do Rio, Alexandre Bianchini.

Curta nossa página no LinkedIn e fique por dentro de conteúdos exclusivos!

LEIA TAMBÉM: