bruno reis jaqueline gil marcelo freixo embratur ivan marenco daniela araujo despegar decolar web summit 2024 foto renato vaz embratur jpeg
NotíciasTurismo

WTM 2024: Embratur e Decolar firmam acordo para fortalecer turismo na América do Sul

A Embratur assinou, nesta segunda-feira (15), um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) com a Decolar – empresa de viagens líder na América Latina –, com o objetivo principal de fortalecer o turismo na América do Sul. O ACT, firmado durante a abertura da WTM Latin America em São Paulo (SP), é mais uma ação da Embratur para o mercado latino-americano com o objetivo de lidar com os efeitos no turismo da crise econômica na Argentina, principal mercado emissor para o Brasil. A Agência já vem ampliando o mercado no continente e obtendo bons resultados no Chile, Colômbia, Peru e Paraguai.

“O turismo na América do Sul passa por novos desafios, com a redução das viagens internacionais dos argentinos, nosso principal mercado emissor. A Embratur está trabalhando para lidar com o novo cenário, ampliando a presença na América Latina, construindo novas parcerias e tornando a promoção mais eficiente”, destacou o presidente da Agência, Marcelo Freixo, durante a cerimônia, que contou com a participação dos executivos da Decolar Ivan Marenco, vice-presidente de Produtos em Destino, e Daniela Araujo, diretora de Produtos em Destino.

“A Decolar é uma empresa muito importante porque está presente em mercados estratégicos para os serviços e produtos brasileiros. Esse é o pontapé inicial de uma parceria que trará excelentes resultados para nosso país”, completou Freixo.

A diretora de Produtos em Destino da Decolar, Daniela Araujo, destacou a importância do Brasil na empresa que tem sua sede principal na Argentina. “O Brasil está sempre no ranking entre os 10 destinos internacionais mais procurados pelos argentinos em nossas plataformas de vendas”, citou. “Estamos entusiasmados com essa parceria. Juntos, vamos promover destinos brasileiros para oferecer uma experiência completa aos viajantes, impulsionando o turismo e criando oportunidades que beneficiem o crescimento econômico do Brasil”, completou.

Ações compensatórias
A participação da Embratur na WTM Latin America é focada em negócios e em criar alternativas que ajudem a arrefecer o impacto da crise econômica da Argentina no número de entrada de turistas internacionais no país. Em fevereiro de 2024, chegaram ao Brasil 307 mil argentinos – 10,7% menos do que os 343 mil de 2023.

Já prevendo a situação, com informações de inteligência de dados e em contato com entidades na Argentina, além da análise de relatórios da Embaixada do Brasil na Argentina, a Embratur reorientou suas ações em duas direções: a de reforçar a promoção do Brasil como uma alternativa aos turistas argentinos de alto poder aquisitivo, que recalcularam suas viagens devido ao preço do dólar e do euro; e reforçar a promoção do Brasil em outros países da América Latina, em especial o Chile e o Paraguai, para garantir um acréscimo de visitantes que compensasse a queda na chegada de argentinos.

Entre os países emissores, o que registrou maior crescimento em um ano foi o Chile: pulou de 58 mil em fevereiro de 2023 para 93 mil neste ano, uma variação de 77,7%. Em janeiro, o país andino já havia batido o recorde da série histórica até então, com 77 mil visitantes no Brasil, marca que foi novamente superada.

Além disso, no acumulado de 2023, o Chile retornou ao patamar pré-pandemia registrado em 2018 e retomou a posição de terceiro maior mercado emissor de turistas para o Brasil, com um total de 458.576 chegadas. O número é 126% maior que o registrado em 2022, de 202.470.

Em relação ao Paraguai, ainda durante a WTM, a Embratur e a Azul Linhas Aéreas Brasileiras anunciaram o lançamento de novas rotas internacionais que conectam a capital do país, Assunção, a quatro diferentes destinos do Brasil. Viracopos (SP), principal hub de conexão da companhia aérea, e Curitiba (PR) contarão com voos regulares; já Florianópolis (SC) e Recife (PE) terão voos na alta temporada. As novas rotas começam a operar em dezembro e irão melhorar ainda mais o saldo em relação à queda na chegada de argentinos.

Nos dois primeiros meses de 2024, a vinda de visitantes paraguaios ao Brasil cresceu 19% em comparação com o mesmo período do ano passado: foram 156 mil visitantes, que colocam o Paraguai, neste ano, como terceiro maior mercado emissor, atrás de Argentina e Estados Unidos.

Além de Chile e Paraguai, houve crescimento na chegada de turistas dos principais países emissores para o Brasil, como a França, que saltou de 21.072 visitantes em fevereiro de 2023 para 31.424 neste ano, um aumento de 49,1%; os Estados Unidos, com 68.655, aumento de 12,9%; Uruguai, com 47.460 (20,8%); e Portugal, com 22.892 visitantes (20,5%).

Parceria com a Decolar
O gerente de Mercados e Eventos Internacionais da Embratur, Bruno Reis, explicou como funcionará o acordo firmado com a Despegar, marca da Decolar nos demais países latino-americanos.

“Fechamos um plano de cooperação com o grupo Despegar para o fomento de passageiros da América do Sul que virão ao Brasil no ano de 2024. Serão realizadas várias ações de promoção, marketing em ambiente digital, ações com influenciadores e cooperação com destinos brasileiros”, detalhou.

Sobre a Decolar
A Decolar é a empresa de viagens líder na América Latina. Há 25 anos revoluciona a indústria do turismo por meio da tecnologia e, com seu contínuo compromisso com o desenvolvimento do setor, forma uma empresa consolidada, que integra BestDay, HotelDO, BDExperience, Viajes Falabella, Koin, ViajaNet e Stays.Net, tornando-se uma das empresas mais relevantes do setor, capaz de oferecer uma experiência personalizada a mais de 30 milhões de clientes.

A companhia atua em 19 países, acompanhando os latino-americanos desde o momento em sonham em viajar até quando estão compartilhando suas recordações. Com o propósito de melhorar a vida das pessoas e transformar a experiência de compra, a empresa desenvolveu formas alternativas de pagamento e financiamento, democratizando o acesso ao consumo e aproximando os latinoamericanos de sua próxima experiência de viagem.

CREDITOS: EMBRATUR

Leia também:

pt_BRPortuguese