Notícias

Plataformas de locação e Perse na pauta da reunião de diretoria

A concorrência desigual com as plataformas de locação e o futuro do Perse (Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos) foram os principais temas da reunião de Diretoria do HotéisRIO, realizada no dia 25 de março, no Windsor Barra Hotel.

O presidente Alfredo Lopes ressaltou a importância de a hotelaria atuar de forma ativa contra a concorrência desleal das plataformas de locação. Ele lembrou que publicou na semana passada artigo no jornal O Globo, no qual apresentou um cenário preciso da situação com as plataformas. “Temos que fazer pressão junto às autoridades para que elas percebam a relevância do tema. Em muitos países já foram tomadas medidas para equalizar a situação, com a cobrança de impostos e taxas. A prefeitura por exemplo, deveria cobrar ISS dos proprietários de imóveis que alugam seus apartamentos por plataforma. Esta semana mesmo visitaremos a Câmara por conta da defesa do Perse e aproveitaremos para sensibilizar nossos deputados. Temos que ter um discurso uniforme e esse artigo nos ajuda nesse sentido”, afirmou. 

O futuro do Perse também foi debatido na reunião. Os advogados Ricardo Almeida e Raianne Matta, da RAFE Advogados, especialistas em questões tributárias, traçaram um panorama do programa e afirmaram que, no final do ano passado, receberam resposta da Receita Federal à consulta fiscal formulada pela entidade, reafirmando o direito do setor hoteleiro aos benefícios do Perse. “Apesar de ter proporcionado maior robustez à nossa defesa, é importante fazer mobilizações como as recém-realizadas no Senado Federal, para garantir apoio político. Vamos aguardar o próximo passo do governo em relação à Medida Provisória, para avaliarmos nossas alternativas”, explicou Almeida.

Na ocasião, também estiveram em pauta as propostas de acordo com o SIGABAM (Sindicato dos Garçons, Barman e Maitre do Estado do Rio de Janeiro).

Leia também:

pt_BRPortuguese