menina livros
NotíciasEventosTurismo

Unesco elege Rio de Janeiro como Capital Mundial do Livro 2025

O Rio de Janeiro foi eleito Capital Mundial do Livro 2025 pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. O resultado da seletiva foi divulgado nesta quarta-feira (4), na França. Esta é a primeira vez que uma cidade lusófona conquista o título, concedido desde 2001 pela ONU (Organização das Nações Unidas).

A inscrição para a disputa foi elaborada pela Secretaria Municipal de Cultura em parceria com o SNEL (Sindicato Nacional dos Editores de Livros), que também é responsável pela Bienal do Rio – realizada há 40 anos.

Durante 12 meses, a partir do dia 23 de abril de 2025 – data em que é comemorado o Dia Mundial do Livro – a capital fluminense receberá programação voltada à promoção do livro e da leitura.

Com o título de nova Capital Mundial do Livro, o Rio de Janeiro entra para uma rede de cooperação internacional com as cidades dos anos anteriores. Recentemente, as cidades selecionadas incluíram Sharjah (2019), Kuala Lumpur (2020), Tbilisi (2021), Guadalajara (2022), Accra (2023) e Estrasburgo (2024).

“A escolha do Rio como capital mundial do livro, além de ser extremamente importante para reforçar a vocação da cidade como capital cultural do país, nos deixa imensamente felizes por estarmos envolvidos desde o início nesse processo de candidatura. GL e SNEL se juntaram com a secretaria de cultura na elaboração de um dossiê potente e transformador tendo a Bienal do Livro Rio de 2025 como um grande polo irradiador das iniciativas de incentivo à leitura destaca Bruno Henrique, gerente de Marketing e Conteúdo da GL events, organizadora da Bienal do Livro Rio com o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL).

Para participar da disputa, as cidades candidatas preparam um dossiê detalhando suas iniciativas e projetos destinados a promover o livro e a leitura. Além disso, a cidade escolhida assume o compromisso de difundir o livro para todas as pessoas e desenvolver programas e atividades relacionados ao tema ao longo do ano.

Para Dante Cid, presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros, a vitória do Rio de Janeiro na disputa é de todo o setor cultural brasileiro. “Continuaremos promovendo a cidade do Rio de Janeiro como polo cultural e, em 2025, iremos celebrar um ano inteiro de atividades em torno do livro e da leitura. Este título deve ser comemorado por todos que vivem e sonham pela cultura brasileira. Vamos unir editoras, autores, livrarias, governo e todos os leitores para mostrar a importância dos livros para o desenvolvimento da sociedade”, destacou.

Fonte: CNN Brasil

Leia também:

pt_BRPortuguese