u2 rio de janeiro 1 696x392 1
NotíciasEventos

Rio pode ter megashow internacional gratuito anualmente; Paes quer U2 em 2025

O histórico show de Madonna no Rio de Janeiro, no último sábado (04/05), que levou cerca de 1,6 milhão de pessoas à Praia de Copacabana e foi notícia em todo o mundo, inclusive sendo destacado pelo renomado jornal norte-americano ”The New York Times”, criou na Prefeitura carioca a intenção de, anualmente, ter um artista desse porte na capital fluminense se apresentando gratuitamente à população.

O anúncio foi feito pelo próprio prefeito Eduardo Paes na última segunda-feira (06/05), no Museu do Amanhã, durante evento que divulgou o balanço oficial do evento comandado pela ”Rainha do Pop”.

”A gente vai fazer com que todo primeiro sábado de maio seja uma espécie de ‘dia de celebração’. Se quiserem, pode ser ‘Celebration May’. Acho que é bom botar o nome gringo, porque o Rio é internacional”, disse o chefe do Poder Executivo carioca.

Indo além, Paes citou alguns nomes que poderiam vir ao Rio em 2025 para o evento, mas deixou clara sua preferência: a banda irlandesa de rock U2, liderada por Bono Vox.

”Tem um monte de gente pedindo Beyoncé, o show do Michael Jackson que está em Las Vegas com um holograma… Tem todo tipo de pedido, pressão forte. Mas, quero manifestar que o meu lobby vai ser pelo U2. O fato é que o Rio está aberto para receber, com aporte de recurso do poder público se for necessário, porque o ganho para a cidade é muito grande”, concluiu.

Vale ressaltar que, de acordo com dados divulgados pelo Governo do RJ, o megashow de Madonna gerou mais de R$ 300 milhões à economia do estado.

Creditos: Diario do Rio

Leia também:

pt_BRPortuguese