O secretariode Estadode Turismo Gustavo Tutuca apresenta os resultadosda Setur RJ em 2023 creditos Fabricio Gomes
NotíciasTurismo

Governo do Estado divulga balanço das ações do turismo em 2023 e projeção para 2024, durante reunião do Conselho Estadual

Nesta quinta-feira, o Rio receberá o primeiro escritório da Organização Mundial do Turismo para Américas e Caribe
O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo, apresentou nesta quarta-feira (13/12) o balanço das ações do setor em 2023 e o planejamento para o ano de 2024. A divulgação aconteceu na manhã desta quarta-feira (13/12), durante reunião do Conselho Estadual de Turismo, no hotel Copacabana Palace, com presença de mais de 50 instituições públicas e privadas. Na ocasião, a marca de 1 milhão de turistas estrangeiros que passaram pelo Rio este ano foi muito celebrada. O número consolida a retomada do setor e se aproxima muito de 2019.
O secretário de Estado de Turismo, Gustavo Tutuca, que é também presidente do Conselho, destacou que o Rio de Janeiro voltou a ser palco dos grandes eventos e apresentou o planejamento para 2024. Projetos como o Rio é de Vocês e o #TôNoRio, passarão por uma repaginada para atender algumas demandas do setor.
–  Temos muito a celebrar pelos resultados de 2023, mas isso nos deixa com a missão e a enorme responsabilidade de fazer um trabalho ainda melhor em 2024. Já estamos há alguns meses fazendo todo o planejamento estratégico para o próximo ano, com todas as áreas técnicas integradas. Seguiremos nosso compromisso de fortalecer as 12 regiões turísticas do estado e avançar na promoção do Rio de Janeiro como destino nos mercados doméstico e internacional. Agradeço mais uma vez ao governador Cláudio Castro e ao vice-governador Thiago Pampolha, que nos deram todo o suporte e não mediram esforços e nem investimentos para que pudéssemos desenvolver o nosso trabalho à frente da Setur-RJ – disse Tutuca.
A grande novidade fica por conta de um projeto que ainda está em desenvolvimento e deverá se chamar “Experiências do Rio”. A ideia é levar um pedaço do estado para as maiores cidades emissoras de turistas ao nosso estado. As ações de ativação serão feitas em espaços públicos, shoppings ou eventos, sempre voltadas ao consumidor final, gerando desejo de consumo e engajamento para “vender” o Rio de Janeiro.
O presidente da Fecomércio RJ, Antonio Florencio de Queiroz, apresentou um panorama da atuação da entidade nas ações do turismo e reiterou seu apoio ao Governo do Estado em 2024.
– Tudo o que acontece no Rio de Janeiro reverbera de uma forma muito maior do que em qualquer outro Estado. A Fecomércio está muito feliz em ver os resultados que obtivemos nas ações conjuntas para o setor, que em 2024, vai expandir essas parcerias, promovendo acima de tudo os nossos atrativos e criando grandes oportunidades para a cadeia produtiva do Turismo no Rio de Janeiro e no Brasil – disse Queiroz.
Segurança durante festividades
O Secretário de Segurança Pública do Rio, Victor dos Santos, enfatizou a integração entre as polícias militar e civil para garantir a segurança durante eventos que ocorrem no Rio, destacando as festas de final do ano e carnaval.
– O Rio é uma potência turística. O governo do Estado tem investido em tecnologia, que aliada ao trabalho de inteligência e dos agentes está garantindo a segurança de turistas que escolhem nosso estado para descanso e lazer. Estamos prontos para o réveillon e carnaval – explicou o secretário.
O turismo interno foi lembrado durante a reunião, por meio das edições de verão e inverno do programa “Tô no Rio”, que divulga os atrativos turísticos do interior do estado dentro do próprio Rio de Janeiro. O Retorno de grandes eventos como a Stock Car, depois de 10 anos, a Copa Davis, após 20 anos e o Rio Open de tênis, que foi retomado, também receberam destaque.
G20 já “começa” em janeiro
Ainda no evento, a Setur-RJ divulgou uma prévia do calendário das reuniões do G20 no Rio ao longo do ano. Em janeiro, está prevista a primeira delas, uma reunião dos chanceleres.
No mês de Julho o estado receberá os Grupos de Trabalhos do Turismo, da Educação, do Desenvolvimento, de Redução do Risco de Desastres, Combate à fome e à pobreza, e outras reuniões do G20.
Em setembro, os trabalhos estarão voltados para iniciativas sobre Bioeconomia, Mobilização Global Contra a Mudança do Clima e Infraestrutura.  Outubro é a vez de debater temas relacionados à sustentabilidade climática e ambiental. Um Grupo de Trabalho de Saúde também está na agenda.
Já em Novembro, o Rio de Janeiro será palco de duas reuniões de cúpula: a social e a dos chefes de Estado que compõem o G20.

Leia também:

pt_BRPortuguese