Copacabana Palace
NotíciasHotéis no Rio de JaneiroHotelariaTurismo

Copacabana Palace recebe a série Pianíssimo no Rio de Janeiro entre abril e maio

A noite carioca tem quatro eventos inesquecíveis com música clássica e boa companhia na agenda. Entre os dias 25 de abril e 03 de maio, o Copacabana Palace dá as boas-vindas à Série Pianíssimo no Rio de Janeiro, que apresenta concertos de pianistas internacionais. Contando com jovens talentos da música, o projeto reúne quatro espetáculos itinerantes que ocorrem o ano todo em várias datas. No Rio, as apresentações têm o incentivo da GES 2, a Casa da Cultura, fundação russa que trabalha com artistas de várias nacionalidades. Os recitais acontecem sempre às 20h e os ingressos podem ser adquiridos no site Sympla.

Fundada em 2017, a iniciativa Pianíssimo tem o objetivo de apresentar as novas gerações de músicos internacionais para o público geral. Contando com apresentações nos principais palcos do mundo, como Teatro alla Scalla, em Milão, e o Carnegie Hall, em Nova Iorque. Além disso, o projeto se notabilizou por realizar apresentações em locais incomuns, a exemplo do Italian Skylight Hall, dentro do Museu Hermitage em São Petersburgo e na GES-2, uma antiga central elétrica localizada no centro de Moscou, transformada em um espaço multicultural reconhecido como um dos mais modernos do mundo.

Em 2024, a Série Pianíssimo no Rio de Janeiro contará com quatro músicos premiados tocando em um piano de cauda Yamaha, referência em termos sonoros e acústicos. Jan Nikovish, croata; Can Sarac, turco; Massimiliano Grotto, italiano; e Dmitry Shishkin, russo, compõem a récita no Copacabana Palace que foi reaberto em 2023 após mais de 600 artesãos reformarem o seu interior. Atualmente, a casa de espetáculo é gerida pelo Belmond, mesmo grupo que administra o hotel.

Serviço

Série Pianissimo no Rio de Janeiro

Onde: Copacabana Palace, Avenida Atlântica 1702, Copacabana, Rio de Janeiro 

Data: 25 e 26 de abril e 2 e 3 de maio, sempre às 20h.

Duração: 1:15h, sem interrupções. 

IngressosAcesse.

Creditos: Diario do Rio

Leia também:

pt_BRPortuguese