NotíciasTurismo

AquaRio chega a 5 milhões de visitantes e se consolida como um dos principais pontos turísticos cariocas

Tubarão no AquaRio (Foto: Divulgação)

Símbolo da revitalização do Porto Maravilha, o Aquário Marinho do Rio de Janeiro (AquaRio) mergulha nas curiosidades e maravilhas do mundo marinho para atrair cada vez mais cariocas e turistas ao local. Nesta segunda-feira (25/07), o espaço recebeu o visitante de número 5 milhões e vem cada vez mais se consolidando como um dos principais atrativos da Cidade Maravilhosa. O menino que marcou o número expressivo foi presenteado com um passaporte de sócio vitalício.

Para celebrar a marca, o AquaRio também recebeu novos moradores no circuito, onde os visitantes poderão contemplar um novo espaço dedicado a um dos animais mais emblemáticos do reino animal, as águas-vivas. Em geral, medem poucos centímetros e podem chegar a 3 metros de diâmetro. Nesse ambiente, que tem um objetivo de educação ambiental, os frequentadores serão provocados a refletir o impacto do plástico nos oceanos e em toda biodiversidade.

O sucesso da atração se dá não só por mostrar as belezas do mundo submerso, mas também ao trabalho de educação ambiental e pesquisa para conservação da biodiversidade. Atualmente existem mais de 3 mil animais no AquaRio. Desse número total, 110 tubarões e raias, e cerca de 200 cavalos-marinhos, são frutos de reprodução total no aquário. Passando por um momento de obras, a expectativa é que, até dezembro, o local receba novas espécies, especialmente de água doce, e tenha novidades em seus tanques.

Raia no AquaRio (Foto: Divulgação)

Centro de Pesquisa Científica

Referência em programas de conservação da biodiversidade marinha, o AquaRio mantém seu próprio Centro de Pesquisa Científica, com quase 30 estudos, em parceria com as principais universidades do país (UFRJ, UERJ, UFF, USU e UCB).

Um desses trabalhos, sobre o uso de probióticos como forma de deter o processo de branqueamento de corais, já foi publicado em revistas internacionais renomadas de microbiologia, como Frontiers, Nature e Science. A parceria entre o Aquário Marinho do Rio e a UFRJ tem levado o Brasil à posição de liderança na corrida para salvar recifes de corais em todo o mundo. Os estudos, coordenados pela professora Raquel Peixoto, se tornaram referência pelo pioneirismo e caráter inovador, atraindo pesquisadores de todo mundo ao Rio de Janeiro. O AquaRio também levou o prêmio?Out of the Blue Box,?concedido pela Fundação Grande Barreira de Corais, da Austrália, na categoria “Escolha Popular”.

O equipamento também se destaca na conservação das raias-borboletas, (Gymnura?altavela),?nativas do litoral brasileiro e?ameaçadas de extinção. A?atração carioca foi a primeira e é a única?instituição?no mundo realizar a reprodução desta espécie de?peixe.??

Há também estudos envolvendo a biologia reprodutiva de tubarões ameaçados de extinção, cavalos-marinhos e outras espécies.

Vida marinha no AquaRio (Foto: Divulgação)

Boas práticas que garantem o bem-estar animal 

O Aquario Marinho do Rio se tornou o primeiro equipamento do país a receber a Certificação de Bem-Estar Animal, emitida pela Associação?de Zoológicos e Aquários do Brasil (AZAB), em parceria com a?Wild Welfare?Worldwide, uma das mais respeitadas instituições no assunto.?O equipamento?também?é o primeiro do mundo a receber?o selo?Friend?of?the?Sea?direto das mãos?do?fundador do projeto, o italiano?Paolo?Bray, que nos últimos 30 anos foi responsável por salvar milhões de golfinhos pelo projeto?Dolphin-Safe.??

A Associação Latino-Americana de Parques Zoológicos e Aquários (ALPZA) — representante a World Association of Zoos and Aquariuns (WAZA) e que certifica importantes programas de conservação para a biodiversidade da região — incluiu a instituição no rol das mais prestigiadas e influentes na América Latina.

“As boas práticas dão total tranquilidade aos visitantes e à sociedade e reitera que o AquaRio  é um aquário que respeita a vida e o bem-estar dos animais”, destaca Rafael Franco, biólogo marinho e gerente técnico do Aquário Marinho do Rio.

Sustentabilidade

O complexo possui um dos maiores projetos de energia solar do Estado do Rio de Janeiro. São mais de 2 mil painéis fotovoltaicos instalados no telhado da atração, ocupando uma área de 6.000 metros quadrados — o?equivalente a um campo de futebol —,?que geram cerca de 77 mil kWh de energia limpa por mês.

A eletricidade produzida,?correspondente ao consumo mensal de 500 residências brasileiras,?representa de 20 a 30% de toda energia consumida mensalmente pelo AquaRio.?O sistema de energia renovável evita a emissão de 320 toneladas de gás carbônico para o?ambiente a cada ano.

O AquaRio em números 

– 5 milhões de visitantes ao longo de 5 anos;

– Hoje, são mais de 3 mil animais. Deste total, 64 são tubarões e 44 são raias;

– Mais de 1.000 animais já nasceram no AquaRio por reprodução completa, muitos de espécies ameaçadas. Deste total, cerca de 200 são cavalos-marinhos e 110 filhotes de raias e tubarões. Na maternidade, os recém-nascidos recebem os cuidados devidos e são acompanhados desde o primeiro dia de vida pela equipe especializada de biólogos e veterinários para garantir o bem-estar e para que cresçam bem e saudáveis;

– O AquaRio é o maior aquário marinho da América do Sul , com 26 mil metros quadrados de área construída. A grande surpresa fica por conta do grande tanque oceânico, que tem 7 metros de profundidade e comporta 3,5 milhões de litros de água salgada. Inaugurado em 9 de novembro de 2016, o espaço é um dos marcos na revitalização da região portuária do Rio de Janeiro.

Serviço?:??
AquaRio???
Endereço: Praça Muhammad Ali, Gamboa (em frente aos armazéns 7 e 8 do Porto do Rio)???
Horário de funcionamento:?De segunda à sexta, das 9h às 17h (com entrada no circuito até às 16h). Aos fins de semana e feriados, das 9h às 18h (com entrada no circuito até às 17h)???
Ingressos: www.aquariomarinhodorio.com.br

Fonte: Diario do Rio

Curta nossa página no LinkedIn e fique por dentro de conteúdos exclusivos!

LEIA TAMBÉM: