Notícias

RIOGaleão pede para devolver aeroporto à União

Interior do Aeroporto do Galeão – Foto: Reprodução/Internet

A concessionária RIOGaleão, controlada pelo grupo Changi, decidiu que quer devolver a concessão do Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, à União. O Ministério da Infraestrutura informou nesta quinta-feira (10/02) que a empresa chinesa formalizou junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a decisão do conselho de devolver o ativo. As informações foram divulgadas pelo portal de notícias “G1”.

Após a decisão, o aeroporto deve passar por uma nova licitação. Se o pedido for aprovado, a próxima etapa é que outra concessionária seja definida em novo leilão conduzido pelo governo federal. Até lá, a própria concessionária RIOGaleão informou que continuará responsável pela operação.

O governador Cláudio Castro afirmou no Twitter que a devolução é uma “enorme oportunidade para fazer a relicitação alinhada com a concessão do Santos Dumont”

O senador Carlos Portinho comentou a decisão da empresa: “Nunca é bom para o país a saída de um grande operador internacional de aeroportos. Mas sempre defendi o equipamento, o Galeão (GIG), e a sua importância para o desenvolvimento estratégico do estado e da cidade do Rio. A possibilidade, a se confirmar a saída do operador, de unir num mesmo bloco GIG e Santos Dumont (SDU) numa nova concessão milita a favor do bom funcionamento do sistema multiaeroportos da cidade e do estado, um dos temas que venho defendendo desde o inicio do meu mandato. Claro que ainda importa ao Grupo de Trabalho do SDU aprofundar os estudos sobre o limite de passageiros no SDU e os seus impactos na mobilidade e vizinhança. Contudo, ambos os aeroportos num mesmo bloco facilitará essa discussão e a operação dos dois equipamentos de forma harmônica e complementar, geridos por um mesmo concessionário.”

Curta nossa página no LinkedIn e fique por dentro de conteúdos exclusivos!

LEIA TAMBÉM: