Image default
Notícias

Prefeitura do Rio fecha bares, restaurantes e shoppings para conter pandemia. Hotéis seguem abertos, confira o decreto

As cidades do Rio de Janeiro e Niterói vão adotar regras de isolamento ainda mais rigorosas para conter a Covid-19. No mega feriado de 10 dias do Estado do Rio, entre 26 de março e 4 de abril, as cidades vão proibir o funcionamento de bares, shoppings, restaurantes, lanchonetes, boates, lojas de comércio não essencial, danceterias, museus, galerias, bibliotecas, salões de cabeleireiro, clubes, quiosques e parques de diversão.

Eventos esportivos foram suspensos e a permanência nas praias segue proibida(atividades físicas individuais permitidas). Por outro lado, poderão funcionar bancas de jornal, sendo proibidas a venda de bebida alcoólica, supermercado, farmácia, atividades físicas individuais em parques e praias, transporte, pet shop, lojas de material de construção, locação de carros, serviços funerários, bancos, serviços médicos, mecânicas e loja de autopeça, hotelaria, com serviço de alimentação restrito a hospedes, igrejas, postos de combustíveis, feiras livres e serviços de telecomunicações, teleatendimento e call center.

“Essas decisões foram tomadas, inclusive, neste caso específico, com base em dois conselhos científicos das duas maiores cidades do estado. Nada muito diferente do que aconteceu em outras cidades brasileiras. Nós estamos em uma situação extremíssima, sem vagas nas UTIs, sem oxigênio, sem remédios para intubação, então, não resta outra solução senão enfrentarmos esse novo fechamento das atividades. A liberação dos hotéis ameniza o nosso setor, mas com a cidade fechada, não muda muito o cenário”, disse Alfredo Lopes, presidente do Sindicato dos Meios de Hospedagem do Município do Rio.

Alfredo espera ter alguma contrapartida dos governos federal, estadual e municipal quanto à não cobrança de impostos ou uma postergação, já que dez dias em 30 dias é um terço de nossa receita. “Mas, o mais importante agora é que todo esse esforço signifique uma queda nos casos de Covid em nossa cidade

Confira o decreto na integra

Fonte: mercado & eventos

Curta nossa página no LinkedIn e fique por dentro de conteúdos exclusivos!

LEIA TAMBÉM: