Image default
Notícias

Ordenamento Urbano no Centro do Rio se estenderá até Edifício Central

Avenida Rio Branco, na região central do Rio de Janeiro – Foto Cleomir Tavares/Diario do Rio

As intervenções que estão atualmente limitadas ao Boulevard Severiano Ribeiro, na Praça Marechal Floriano (Cinelândia) e no trecho da Avenida Rio Branco do Passeio à Avenida Almirante Barroso. Agora eleas chegarão à Praça Alagoas, Rua Evaristo da Veiga, Rua da Ajuda e Rua Bitencourt da Silva. Passando assim a atingir o Edifício Central e o metrô da Carioca, onde uma horda de ambulantes concorre com o comércio legal.

Os agentes da Prefeitura irão coibir:

  • qualquer atividade de comércio ambulante;
  • guarda ou armazenagem de quaisquer bens, mercadorias, móveis e objetos de uso pessoal;
  • usos de moradia;
  • preparação de alimentos para quaisquer finalidades;
  • condutas e práticas que, por sua natureza ou interesse, tenham por efeito prejudicar as funções reservadas a bancos de uso coletivo, abrigos de ônibus, acessos do metrô, canteiros, monumentos, escadarias e calçadas em geral, ou inibir o perfeito compartilhamento de quaisquer equipamentos e espaços com outros cidadãos;
  • distribuição de folhetos;
  • publicidade irregular;
  • emissão sonora irregular;
  • colocação irregular de quaisquer objetos e equipamentos na calçada, ainda que por curto período;
  • desvirtuamento de bens públicos em geral.

Os ambulantes serão avisados pela Coordenadoria de Controle Urbano da Secrataria Municipal de Ordem Pública até o domingo, 20 de junho, para desocupar a região. E as ações terão o acompanhamento do Instituto Municipal de Vigilância Sanitária, Vigilância de Zoonoses e de Inspeção Agropecuária, da Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Assistência Social, Subprefeitura do Centro, Comlurb, RioLuz e IRPH.

Se repetirá, então, o feito na Cinelândia quando as equipes atuaram na recuperação de postes de sinalização e da rede de iluminação pública, limpeza de ruas, praças e monumentos, restauração de calçadas, reforço no ordenamento urbano e abordagem e acolhimento à população em situação de rua.

A ação faz parte do projeto Reviver Centro, que consiste em um conjunto de projetos de lei enviado à Câmara dos Vereadores, que prevê, entre outras medidas, incentivos fiscais e edilícios e permissões de novos usos para fomentar a construção de moradias na área.

Curta nossa página no LinkedIn e fique por dentro de conteúdos exclusivos!

LEIA TAMBÉM: