Notícias

Moradores do Rio de Janeiro poderão pagar IPTU com criptomoeda no próximo ano

Em nota, a prefeitura informou que, para viabilizar a operação, vai contratar empresas especializadas em realizar a conversão das criptos em reais, permitindo o recebimento de 100% do valor na moeda corrente.

A prefeitura do Rio anunciou ainda a criação do Comitê Municipal de Criptoinvestimentos (CMCI), que ficará responsável por desenvolver e refinar uma metodologia, estruturada em análise de risco e rentabilidade, para viabilizar investimento de recursos em criptoativos, considerando as regras e limitações da administração pública no uso do dinheiro público. Essa política deverá observar os regulamentos e diretrizes do Banco Central e da Comissão de Valores Mobiliários.

“Além de já ter um forte ecossistema na área de criptoativos, a cidade tem grande potencial para crescer ainda mais, pela grande quantidade de universidades e centros de pesquisa instalados por aqui”, afirmou afirmou o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação do Rio, Chicão Bulhões. “O universo de criptomoedas é mais um importante segmento com um grande potencial de desenvolver ainda mais a economia do Rio, nessa área de inovação e tecnologia.”

O plano do governo carioca prevê “estimular a circulação de moedas criptos, integrando-as ao pagamento de tributos, como no caso do IPTU e, no futuro, isso poderá ser ampliado para serviços como as corridas de táxi, por exemplo”, acrescenta a nota. A ideia também é utilizar as criptos para estimular a cultura e o turismo, por meio de NFTs, e criar uma política de governança sólida e responsável para avaliar a realização de investimentos.

Fonte: Valor Investe 

Curta nossa página no LinkedIn e fique por dentro de conteúdos exclusivos!

LEIA TAMBÉM: