Notícias

Hotéis sustentáveis: um novo hábito dos fluminenses, segundo Fecomércio-RJ

Pesquisa da Fecomércio RJ mostra que 79,3% dos fluminenses têm hábito de viajar e maioria considera hotéis sustentáveis essenciais

Segundo a nota enviada à redação, a pesquisa do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ), entre os dias 22 e 29 de junho, mostra que 79,3% dos moradores do estado do Rio de Janeiro têm o hábito de viajar. As viagens para fora do estado ainda são a preferência entre os fluminenses (47,6%), enquanto 40,4% preferem o turismo interno. Os outros 12% priorizam destinos internacionais.

Para o presidente da Associação de Hotéis do Estado (ABIH-RJ), Paulo Michel, este índice de viajantes que valorizam os atrativos de seu estado é crescente: “Apesar das adversidades, a pandemia ensinou os fluminenses a valorizarem os atrativos do Rio de Janeiro, descobrirem destinos vizinhos, priorizarem viagens rodoviárias e em família, experienciarem os destinos com maior permanência. Isso foi determinante para os hotéis do interior do estado, que foram os primeiros a se recuperar do cenário pandêmico”, comenta. Um bom exemplo deste cenário são as férias de julho, onde os destinos de inverno, como Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo, Miguel Pereira e Penedo registram ocupação igual ou superior a 80% nesta esta temporada, segundo o levantamento da ABIH-RJ.

Para as férias de julho, o Le Canton, em Teresópolis, já registra 82% de ocupação. O hotel acaba de inaugurar mais um brinquedo no Parc Magique, o primeiro parque de diversões coberto funcionando dentro de um resort no país e uma das principais atrações para crianças na região. Trata-se de um dragão gigante, no qual os pequenos sobem e escorregam, saindo pela boca.

Este mês, os hóspedes também passaram a contar com uma nova piscina de 230 metros de comprimento e capacidade para até 200 pessoas. E o Bar Léman, próximo à piscina central, foi ampliado e saltou de 55 para 103 lugares.

Na capital, o Lsh By Own Lifestyle Hotel vem explorando o público da própria cidade neste período de retomada, com eventos, day use e reservas atrativas para cariocas, que representam pelo menos 40% do total de hóspedes.

Na Costa Verde, o Portobello Resort & Safári, mesmo estando localizado na Rio-Santos, a rota dos paulistanos, conta com mais de 70% de suas reservas geradas por fluminenses, prioritariamente cariocas. Já na Porto Imperial, em Paraty, os cariocas vêm logo depois dos paulistanos, representando cerca de 30% da composição das reservas.

As viagens verdes estão em alta! A pesquisa do IFec-RJ aponta o índice de viajantes consultados que consideram essencial para a viagem hotéis sustentáveis: 71,9% levam em consideração os impactos sociais, ambientais e econômicos antes de realizarem suas reservas. A sondagem mostra ainda que 67,4% se preocupam com consumo de produtos típicos, vindo de fornecedores locais, quando escolhem o destino da viagem. A grande maioria dos entrevistados, 73,4%, costuma procurar lugares com mais contato com a natureza. 15,8% procuram locais que possibilitam conciliar lazer e trabalho.

A Associação de Hotéis Roteiros de Charme comemora este índice. Criada sob inspiração da Conferência Rio-92, a Associação foi pioneira em adotar seu Código de Ética e Conduta Ambiental a fim de orientar as atividades de seus associados no rumo da sustentabilidade. “A pandemia que nos afligiu neste início de década eleva em muitos graus o sentido de urgência por ações capazes de frear efetivamente o agravamento das crises da biodiversidade, climática e agora sanitária, todas interconectadas. A pandemia aumentou a consciência ambiental de consumidores e turistas.

Os consumidores mais conscientes passam a buscar oferta de empresas e produtos turísticos que já tragam a conexão com a sustentabilidade inseridas em seus portfólios”, comenta o diretor de meio ambiente da Roteiros de Charme, Luiz Penna.

Fonte: Diario do Turismo

Curta nossa página no LinkedIn e fique por dentro de conteúdos exclusivos!

LEIA TAMBÉM: