Governo do RJ promete interligar Santos Dumont e Galeão por barca

Os dois principais aeroportos do Rio de Janeiro, o Santos Dumont, e o Internacional Antônio Carlos Jobim, o Galeão, serão interligados pelo mar até o fim deste ano. A promessa é da Secretaria de Turismo do governo estadual. A ideia é que o passageiro que desembarcar no Galeão, na Zona Norte, possa ir de barca até o Santos Dumont, no Centro da Cidade do Rio.

Segundo o secretário estadual de Turismo, Sávio Neves, o sistema favorecerá os viajantes que têm conexões em aeroportos diferentes e também livrará os passageiros do trânsito. Neves fez o anúncio em entrevista à jornalista Mônica Ramos, do programa Gente do Rio, da Band Rio, que vai ao ar em 15 de maio, às 9h30.

“Os dois aeroportos ficam na beira da Baía Guanabara. Os passageiros vão pegar o barco e vão comunicar onde estarão hospedados para receber suas bagagens diretamente no hotel”, disse Neves, sem dar mais detalhes de como funcionará a logística de segurança e tempo de entrega.

O secretário afirmou que a nova medida resolverá o problema criado pelo governo de Jair Bolsonaro com o Galeão e o Santos Dumont. O Planalto planeja privatizar o aeroporto, que funciona majoritariamente com voos domésticos. A medida faria com que o Santos Dumont passasse a operar voos internacionais, prejudicando, assim, o Galeão.

“A vocação do Santos Dumont é ponte aérea, mas, se deixar o mercado resolver, todo mundo quer embarcar lá, porque é no Centro da Cidade. O Galeão só vai ter voos internacionais com uma boa distribuição de voos domésticos e esse barco irá harmonizar isso”, disse.

Fonte: Metropoles

Matérias relacionadas

x