Notícias

Cristo Redentor é cenário de abertura da Rio2030

Rio2030 foi lançada no Cristo Redentor. Rio será a capital brasileira do Meio Ambiente e da Sustentabilidade em 2022

Três décadas após a histórica Rio-92, primeira grande conferência global de Meio Ambiente, o Rio deu início à mobilização para a Rio2030. Trata-se da maior iniciativa de implementação da Agenda 2030 no Brasil, um convite à sociedade para a ação e união de esforços em torno dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável elaborados pela Organização das Nações Unidas para os próximos oito anos.

“A partir da reflexão sobre o que avançou durante essas três décadas, o Governo do Estado convoca diversos segmentos globais para novamente pensar no desenvolvimento sustentável. Com a Rio2030, o Rio de Janeiro se coloca como um dos porta-vozes da Agenda 2030 da ONU. Elaboramos uma programação plural, onde as discussões sobre o tema vão nos ajudar a fortalecer as políticas públicas em âmbito estadual”, afirmou o governador Cláudio Castro.

A abertura da Rio2030 ocorreu no Santuário Cristo Redentor, no alto do Morro do Corcovado, na Zona Sul do Rio, quando uma projeção temática da água e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável foi feita sobre o monumento, ao som da Orquestra Maré do Amanhã. Na ocasião, quando também foi celebrado o Dia Mundial da Água, foi formalizada uma parceria com a ONU-Habitat, com o objetivo de apoiar os municípios fluminenses a tornarem-se mais resilientes, seguros, verdes e sustentáveis.

Outro acordo celebrado no evento foi a assinatura de um protocolo de intenções entre a Secretaria Estadual do Ambientee Sustentabilidade e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES) para participação do Estado no programa Floresta Viva. Liderada pelo BNDES, a iniciativa concede apoio financeiro a projetos de restauração florestal com espécies nativas e com sistemas agroflorestais nos vários biomas do território brasileiro. A iniciativa vai garantir o fortalecimento e expansão do programa Florestas do Amanhã, já em execução pela Secretaria.

Cedae também vai integrar os esforços com o Replantando Vida, programa que contrata apenados para trabalhos gerais e na área ambiental, como produção de mudas e recuperação da Mata Atlântica. Com o acordo, os investimentos de R$ 70 milhões em cinco anos serão dobrados para ampliar a mão de obra, obter mais insumos, aumentar o número de viveiros e expandir a infraestrutura de transporte das plantas, por exemplo.

Museu do Amanhã receberá evento global da Rio2030

Dentre as mais de 30 iniciativas inscritas no chamamento público da Rio2030, está a Rio Global Conference, a ser realizada em julho no Museu do Amanhã. Estão previstas dezenas de sessões on-line, além de diversas em modo presencial. Os encontros vão reunir autoridades, chefes de estado, representantes diplomáticos e personalidades ligadas ao meio ambiente e à sustentabilidade.

A Rio2030 será uma plataforma que vai mobilizar e engajar os atores sociais — governo, setor privado, academia e sociedade civil — na elaboração e implementação de soluções referentes aos desafios da Agenda 2030 para cidades e estados de todo o mundo. O calendário do evento é orgânico e será constantemente alterado de acordo com as adesões. Por meio de chamamento público disponível em www.rio2030.org, entidades interessadas podem aderir ao Calendário Rio2030.

Fonte: Diario do Porto

Curta nossa página no LinkedIn e fique por dentro de conteúdos exclusivos!

LEIA TAMBÉM: