A Invest.Rio, Agência de Promoção e Atração de Investimentos da Prefeitura do Rio de Janeiro, foi a principal convidada da reunião do Conselho Empresarial de Turismo da ACRJ (Associação Comercial do Rio de Janeiro) realizada na terça-feira, dia 29. Na ocasião a entidade apresentou programas e ações de fomento, atração de investimentos e promoção das vocações da cidade e ouviu propostas dos participantes.

O diretor-presidente da Invest.Rio, Rodrigo Stallone, falou da importância de parcerias entre poder público e iniciativa privada e apresentou diversas ações norteadas pelos temas tecnologia, sustentabilidade e inclusão como o Distrito Maravalley e ISS Tech, que propõe 2% de ISS para empresas de inovação e tecnologia de informação e economia criativa que se instalarem na região portuária, o Grupo Crypto Rio, que pretende transformar a cidade em capital do ecossistema de cryptoativos e o programa que fará do Rio o primeiro polo de Nômades Digitais da América do Sul. “Também queremos focar em uma agenda de eventos, como o Web Summit, com o qual devemos fechar contrato para a organização do encontro aqui no Rio por seis anos”, disse ele. “Reuniões como essa de hoje são muito importantes para trocarmos ideias com a iniciativa privada e conhecermos melhor suas demandas”.

O presidente do HotéisRIO e do Conselho Empresarial de Turismo da ACRJ, Alfredo Lopes, concordou que a tecnologia é essencial, as que é preciso foco. “Por exemplo, poderíamos promover uma aproximação com as startups aqui sediadas para que ouvissem nossas necessidades e desenvolvessem produtos customizados, que nos atendessem”. Alfredo também solicitou o incentivo a empreendimentos comerciais com música ao vivo, como casa de shows, por meio da redução de IPTU. “”Não há mais casas com apresentações de Bossa Nova ou Samba na Zona Sul. É como ir a Buenos Aires e não ter shows de tango”. Stallone propôs ainda incentivar a vinda de turistas nos dias de menor ocupação dos hotéis. “Poderíamos oferecer descontos de segundas às quartas-feiras, atraindo um público de negócios que precisa fazer reuniões e pode ficar mais um pouco”.