Image default
Notícias

Como se proteger em uma viagem durante a pandemia do Coronavírus?

Se você tem viagem marcada para o Rio, seja a trabalho ou turismo, é importante conhecer os métodos de prevenção para a pandemia do Coronavírus. Até o dia 17 de março, a Cidade registrou 33 casos confirmados da doença e 859 suspeitos. No entanto, a estimativa é que esse número aumente na hipótese das devidas providências não serem tomadas, tanto por quem vive na região quanto quem chegará até ela em breve. Visto isso, o Ministério da Saúde orientou uma série de modos de proteção à doença. Neste artigo, falaremos eles. Não deixe de se prevenir contra o Covid-19!

O que é a pandemia do Coronavírus?

A pandemia do Coronavírus foi declarada pela OMS, Organização Mundial da Saúde no dia 11 de março de 2020. Ela é verificada a partir da doença respiratória aguda, conhecida como COVID-19.

Idosos e indivíduos com doenças respiratórias crônicas fazem parte do grupo considerado de risco para a doença. No entanto, todas as pessoas estão suscetíveis a serem diagnosticadas com COVID-19. Acontece que fora do grupo de riscos os sintomas desenvolvem-se de forma mais branda ou podem ser imperceptíveis.

O contágio do Coronavírus ocorre por meio de secreções respiratórias e saliva, que são expelidas da pessoa infectada. Por isso, recomenda-se que elas cumpram o período de quarentena distante de qualquer indivíduo que esteja incluído como membro do grupo de risco. Além disso, o uso de máscara também é essencial para evitar que as gotículas de saliva, ao falar ou tossir, alcance outras pessoas.

Alguns sintomas verificáveis do Coronavírus são:

  • cansaço físico;
  • febre alta;
  • dificuldade de respirar;
  • diarreia.

Quais são as medidas de precaução durante a viagem ao Rio?

pandemia do Coronavírus no Rio de Janeiro

1- Lave as mãos frequentemente

O ato de lavar as mãos está entre as medidas de precaução à pandemia do Coronavírus. O Ministério da Saúde recomenda que essa ação seja realizada nos seguintes casos:

  • antes e depois de ingerir comidas;
  • ao sair de locais públicos, com aglomeração de pessoas, como é o caso dos transportes e aeroportos.

Nas demais ocasiões, onde não houver a possibilidade de lavar as mãos, é indicado o uso de álcool 70%.

2- Não compartilhe objetos de uso pessoal

Durante o momento de pandemia do Coronavírus, é fundamental lembrar que a transmissão é feita via secreções. Uma delas, inclusive, é a saliva. Por essa razão, opte por usar talheres e pratos individuais, dentre outros materiais.

3- Evite contato com as mucosas

Outro ponto de precaução bastante interessante é evitar contato com as mucosas enquanto as mãos não estiverem limpas corretamente. Isso pode ser tanto com as suas, quanto as dos outros.

Ainda não existem evidências concretas de quanto tempo o vírus pode permanecer vivo em uma superfície ou pairando no ar. Um estudo realizado pela OMS mostrou que este pode permanecer durante algumas horas ou, até mesmo, por dias.

Sendo assim, uma pessoa que põe a mão sobre local infectado e depois coça os olhos, por exemplo, está sujeita a ser verificada como um caso positivo da doença.

4- Proteja a boca e o nariz ao tossir ou espirrar

O Ministério da Saúde indica que a pessoa proteja a boca ao tossir com um lenço que deve ser descartado depois de uma vez utilizado. Caso não exista um, o braço deve ser utilizado ao invés das mãos. A atitude também deve ser aplicada ao espirrar. Desta maneira, evita-se que a secreção fique contida nas mãos.

Curta nossa página no LinkedIn e fique por dentro de conteúdos exclusivos!

LEIA TAMBÉM: