Notícias

Carnaval 2022: turistas não vacinados terão restrição para circular no RJ

De acordo com uma medida preventiva para inibir o avanço da Covid-19 no Rio de Janeiro, o desfile das escolas de samba e o carnaval de rua foram cancelados.  Apesar deste adiamento  por parte da Prefeitura, a cidade do Rio de Janeiro desponta em primeiro lugar entre os destinos mais procurados para o feriado de Momo.

A ocupação média da rede hoteleira tem a estimativa de chegar a 85% entre os dias 26 de fevereiro e 1º de março. Mas como ficam as medidas preventivas para conter a Covid-19?

De acordo com a prefeitura, as restrições à circulação de turistas não vacinados durante o feriado de Carnaval será ampliada. A ordem é que haja cobrança do passaporte da vacina em todos os eventos, inclusive privados, e incluirá também a dose de reforço, para quem tem acima de 50 anos.

Entre as medidas estão: está proibida a hospedagem de turistas não vacinados, a circulação em pontos turísticos e a entrada em festas, teatros e cinemas sem a vacina. E a dose de reforço também será exigida para as pessoas acima de 50 anos.

Segundo a secretaria de saúde, os 670 mil cariocas que estão com a terceira dose em atraso representam uma preocupação, uma vez que 88% dos pacientes internados na rede pública municipal no mês de janeiro não tinham tomado o reforço. Além disso, 46% deles não tinham tomado nenhuma dose contra a Covid-19. Entre os não vacinados, estavam 46 crianças entre 5 e 11 anos.

Os turistas que não estiverem com a vacina em dia terão a oportunidade de tomar a dose de reforço no Rio de Janeiro. Não será exigido o comprovante de residência e o turista pode se dirigir a um dos 240 postos de atendimento instalados na cidade

Fonte: Jornal Contabil

Curta nossa página no LinkedIn e fique por dentro de conteúdos exclusivos!

LEIA TAMBÉM: