Dicas para Hotelaria

Confira as tendências para a hotelaria em 2022/2023

Atravessamos uma tempestade em alto mar e agora, embora ainda existam algumas incertezas, navegamos em águas um pouco mais mansas. A hotelaria e o turismo sentiram o baque causado pela pandemia mundial da Covid-19, mas já é possível vislumbrar um horizonte de animadoras e importantes perspectivas.

A retomada dos setores de viagem e hospedagem se mostra cada dia mais real e possível. No entanto, diante de tantas transformações no modo de viver e se relacionar geradas pela crise sanitária, a hotelaria também se modifica, se ajusta e se reinventa para atender às novas demandas e necessidades dos viajantes.

Então, pensando nas tendências que devem guiar os hotéis e pousadas este ano e no próximo, preparamos este artigo com informações, dicas e orientações sobre as principais mudanças na forma de se hospedar e o que é necessário fazer para que sua hospedagem esteja dentro das principais inclinações da hotelaria. Acompanhe a leitura e esteja pronto para dias de tempo bom!

Ano Novo com pé direito

Para começar, vamos de boas notícias. De acordo com dados do Governo Federal, o Réveillon de 2022 trouxe bons índices para o setor hoteleiro. As expectativas já eram altas para o período e se consolidaram, pois alguns  destinos do país registraram taxas de ocupação superiores a 80%. O destaque foi para Recife (PE), com 95%. A cidade do Rio de Janeiro, um dos principais destinos no Ano Novo, também não ficou para trás e teve uma ocupação de 92% em sua rede hoteleira.

As estimativas do Ministério do Turismo indicavam que 6,7 milhões de pessoas iriam passar pelos principais aeroportos do país durante as duas últimas semanas de 2021. Assim, o número foi 55% maior do que o registrado em 2020, quando o índice chegou a 4,3 milhões. As aterrissagens e decolagens foram maiores nos terminais de Congonhas, com 844,6 mil passageiros, e de Viracopos, em Campinas, com 634 mil.

Dessa forma, começamos 2022 com o pé direito e tudo indica que a hotelaria e o turismo seguirão em ascensão, porém, com algumas novas configurações. Continue a leitura para conferir as principais tendências para hotéis e pousadas.

9 principais tendências para hotelaria

Bem, como falamos no início, as transformações na sociedade geradas pelo atravessamento da pandemia de Covid-19 afeta também a forma de viajar e se hospedar. Por isso, os hotéis, pousadas e casas de aluguel para temporada precisam se ajustar às novas demandas e aos novos cenários econômicos, políticos e sociais que se apresentam.

Compartilhamos aqui, neste artigo, a previsão para as tendências em expansão que devem moldar a hospitalidade em 2022, feita pela Ecole Hôtelière de Lausanne (EHL), universidade de gestão de hospitalidade. Veja só:

1. Lazer e negócios no mesmo pacote

Em razão da mudança no mundo do trabalho e da presença cada vez mais consolidada do modelo híbrido (união do presencial e à distância), temos uma tendência que cresce no setor do turismo, que é a dos estilos de viagem no modelo bleisure. Neste modelo, mescla-se negócios e lazer e são adicionados alguns passeios turísticos a uma viagem de trabalho.

Diante disso, os hotéis precisam criar ambientes propícios para trabalho e espaços de conexão com internet (de alta velocidade) com cadeiras, mesas e conforto para que o hóspede possa realizar suas tarefas.

2. Vivências holísticas, de saúde e bem-estar nos hotéis

Outra tendência que se apresenta é a da busca por experiências voltadas à saúde, ao bem-estar e à espiritualidade, dentro das viagens de lazer. A pandemia de Covid-19 ainda permanece e, diante desse cenário, é fato que as indústrias de saúde e bem-estar seguirão presentes em 2022.

Junto de medidas de saúde e segurança sanitária rigorosas para proteger os hóspedes e colaboradores da contaminação, o setor de bem-estar continuará a ter alta demanda dos viajantes em busca de cura para mente, corpo e espírito, em hospitalidades voltadas ao holístico.

3. Tudo online e pelo modo digital

As ações chamadas de contactless (sem contato) têm se firmado no território dos hotéis e pousadas. Serviços com check-in ou check-out e pagamentos sem contato passam cada vez mais a serem feitos por meio de plataformas online e transações digitais, com o objetivo de reduzir o risco de transmissão do Coronavírus.

Por isso, é fundamental investir em inovação tecnológica nas hospedagens para que possam oferecer mais segurança e saúde às pessoas envolvidas.

4. Hospedagem personalizada

Mais uma tendência que surge para a hotelaria neste ano é a possibilidade de tornar a experiência do hóspede única, por meio da personalização de sua estadia. Colher informações sobre os clientes, saber de suas preferências e necessidades, possibilita criar ofertas, serviços e condições personalizadas para agradar os hóspedes já existentes e atrair potenciais.

5. Economia consciente

A crise econômica que se abateu e a escassez de recursos naturais têm feito muita gente repensar o uso do dinheiro, suas compras e investimentos. Assim, em 2022, especialistas apontam para um aumento de viajantes que buscam gastar o dinheiro de forma consciente, com a possibilidade de gerar impacto positivo no planeta.

A tendência mostra que as pessoas devem buscar por mais experiências singulares, capazes de contribuir com o ambiente, a comunidade local e fazer a economia circular girar.

6. Viagens solo

Viagem solo é outro movimento que se mostra em evidência este ano. As pessoas têm buscado, após tantos bloqueios e restrições, a liberdade e aventura ao seu modo, com o objetivo de atender aos seus desejos.

Então, as hospedagens devem adaptar as ofertas, as acomodações, os serviços e as atividades no sentido de quebrar barreiras e preconceitos em relação ao hóspede que chega sozinho. É preciso demonstrar acolhimento e se mostrar receptivo a essa nova forma de se hospedar e viajar.

7. Ações de sustentabilidade

Aqui uma tendência que já despontava em momentos anteriores e que cada vez mais guia as decisões de viagem e estadia. Os hóspedes têm buscado por estabelecimentos responsáveis e que se posicionam de forma sustentável, mediante iniciativas como programas de reuso de toalhas, de água da chuva, de separação do lixo e de preservação do meio ambiente.

A preocupação com o planeta é real e necessária e se mostra como decisiva, muitas vezes, no momento de se decidir por uma estadia. Por isso, a hotelaria deve estar atenta e estabelecer iniciativas comunitárias – éticas e ambientais – que visam a consideração ao ecossistema local. Além disso, as decisões tomadas pela gestão da hospitalidade também devem se mostrar alinhadas à sustentabilidade.

8. Realidade virtual e aumentada

A realidade virtual está aí e a hotelaria, em sua transformação, precisa olhar para o investimento em recursos capazes de promover passeios virtuais, por exemplo, além de criar um espaço digital de fácil acesso e seguro para que seus clientes possam  experimentar a vivência ali, antes mesmo de fechar a reserva. A tecnologia aliada da hotelaria é uma tendência cada vez mais em ascensão.

9. Viagem perto de casa

Por fim, temos a tendência do estilo de viagem conhecido como staycation – stay (ficar) + vacation (férias) -, que em outras palavras, quer dizer fazer turismo na própria cidade na qual moramos.

Como dissemos lá no início, ainda vivemos incertezas em razão do andamento da pandemia de Covid-19 e, por isso, apesar da retomada das viagens internacionais, a exigência de testes requisitos, os protocolos de quarentena e os aumentos nos preços das companhias aéreas têm feito com que muitas pessoas optem por uma viagem mais próxima de casa.

As viagens nacionais e os deslocamentos mais curtos têm se mostrado como as tendências que estão aquecendo o turismo e hotelaria novamente. Seja por razões orçamentárias, burocráticas ou ambientais, o turismo nacional tem sido responsável pela retomada significativa e pelas melhores perspectivas que se anunciam.

Então, seu hotel ou pousada mais do que nunca precisa estar preparado para receber com conforto, comodidade, praticidade e eficiência, os hóspedes de perto.

Créditos: Blog Conamore

Curta nossa página no LinkedIn e fique por dentro de conteúdos exclusivos!

LEIA TAMBÉM: