Boletim InformativoBoletim Informativo Top Hotel 2023

Hilton Copacabana e Fairmont, os melhores na categoria Corintho Falcão – Ação Social

Em sua 18ª edição, a premiação Corintho Falcão se dedica a reconhecer ações sociais e homenageia o banqueiro, agente de viagens, empresário, advogado, usineiro e hoteleiro. 

Dois hotéis de Copacabana tiveram seus projetos eleitos na categoria: o primeiríssimo lugar ficou com Hotel Hilton Copacabana e o Fairmont Rio de Janeiro conquistou a segunda colocação. 

Conheça os cases premiados: 

Orgulho da cultura afro – O Hotel Hilton Copacabana, primeiro colocado na categoria, apoiou o projeto Pretonomia, cujo nome é um neologismo criado para destacar a importância do povo preto e pardo e de sua culinária. Idealizado pelo professor de Gastronomia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Breno Cruz, o projeto quer reavivar a relevância da ancestralidade desse povo por meio da visibilidade dos insumos, preparações e receitas com influências africanas, além de capacitar pessoas pretas e pardas para atuarem na área de gastronomia. 

A participação do Hotel Hilton foi por meio de qualificação para 20 pessoas pretas ou pardas do Rio de Janeiro. Os temas abordados no treinamento, realizado em 20 módulos, com um total de 41 horas, foram selecionados pelo chef Pablo Ferreyra, do restaurante do Hilton, com os alunos extensionistas da UFRJ em uma roda de conversa. Durante o aprendizado foram tratados assuntos ligados aos eixos Formação Cidadã, Gestão e Culinária. 

O Pretonomia também atua junto ao Ministério Público do Trabalho – Regional Rio de Janeiro para promover ações que ajudem a combater o racismo e estimular a contratação de pessoas pretas e pardas.

Responsabilidade social como prioridade – O Fairmont Rio de Janeiro, em Copacabana, em segundo lugar na categoria, tem entre seus principais valores o apoio a ações sociais independentes. No momento, são sete, que envolvem desde o tratamento de doenças a alimentos para quem passa fome. 

Em parceria com a Make-a-wish Brasil, o hotel atende crianças que enfrentam doenças graves. Para elas, o hotel organizou duas festas – uma junina e outra de Natal. Também fez um brunch beneficente para arrecadar fundos para a instituição. 

Com o Instituto Ronald Mc Donald, que oferece tratamento, hospedagem, transporte e alimentação para crianças com doenças oncológicas e seus familiares, foi acertada uma parceria para arrecadar recursos e oferecer serviços. Em julho, o hotel patrocinou um Torneio de Golfe solidário para o instituto, que angariou fundos suficientes para manter a operação das 7 unidades do Programa Casa Ronald McDonald. 

O Fairmont também contribui com a startup Comida Invisível, doando alimentos que não chegaram a ser consumidos pelos hóspedes para serem distribuídos às instituições cadastradas que repassam para pessoas em situação de insegurança alimentar. 

Outro projeto que o hotel participa é o “Jovem na Pesca”. A ONG tem um projeto, na Colônia de Pescadores Z-13, que prepara os jovens para atuar na pesca. Nesta ação, o hotel adquire e oferece café da manhã para os integrantes.

O Fairmont também apoia três iniciativas que estimulam a contratação de pessoas transgênero, com deficiência auditiva e refugiados: o projeto Transgarçonne, programa de extensão na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) que tem o objetivo de fortalecer a história de vida e trabalho das pessoas transgêneras. O hotel realiza reuniões e faz periodicamente seleção de pessoal com os indicados pelo projeto – hoje há pessoas no quadro de colaboradores que vieram pelo Transgarçonne.

Na área de recursos humanos, o hotel apoia o Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES). O empreendimento recebe o currículo dos alunos para a contratação de PCDs. No caso do projeto Aldeias Infantis SOS, que acolhe refugiados venezuelanos e ajuda na colocação no mercado de trabalho, uma equipe do hotel esteve na sede da ONG e fez uma seleção para os quadros do empreendimento.

Leia também:

pt_BRPortuguese